7 de junho de 2017

Uma Carta de Amor



Recebi o teu poema em uma carta fechada

Saí de casa apressada, sem chaves, sem nexo, sem juízo, sem carta.

Um sol a brilhar no peito, e sonhos inteiros à brotar dos olhos.

A carta continuará na mesa…fechada, guardada, selada.

Não despencassem tanto as letras quanto as ilusões, eu até leria o poema

mas deixa que descansem... 

a carta na mesa, 

o sol no meu peito

e este tanto que me brotou dos olhos.



Mª Lucas



Hoje deixa-me a mim só ser feliz,
com todos ou sem todos
ser feliz com o pasto e a areia,
ser feliz com o ar e a terra,
ser feliz,
Contigo,
Com tua boca,
Ser feliz


Neruda_in "Ode ao Dia Feliz"




Enviar um comentário