2 de setembro de 2015

Um pouco de Neruda




Depois de tudo te amarei
como se fosse sempre antes
como se de tanto esperar
sem que te visse nem chegasses
estivesses eternamente
respirando perto de mim

Pablo Neruda

Ele

Ele não entende a minha poesia
Ele não sabe escrever poesia
Diz não saber bem o que é
Ele me deixa bilhetes debaixo da porta
E desenha corações com pasta de dentes em meus seios.


Poesia?…..ele só não sabe escrever.

Maria Lucas