8 de janeiro de 2015

Oração


Não me ofereçam beijos de outono. Mais que por perto, eu quero por dentro.
Eu quero a febre da carne, eu quero a fome do povo, eu quero o último amor.
Livrai-me, ó Pai, do juízo sem graça daqueles que sofrem, muito antes da dor,
Dá-me a coragem de viver aquilo que escrevo e mais daquilo que evito
Traz-me a força do chão e a frescura da semente
E antes de tudo, e depois de tudo, e acima de tudo…
Leva para bem longe de mim a saudade 
de tudo aquilo que um dia se fez ausente.

Maria Lucas
(desconheço a autoria da imagem)

Enviar um comentário