25 de dezembro de 2013

Inesperado


"_Eu estranhamente gosto de ti!"

Vestiu de poesia o que sentia e eu sorri. Pudera...

14 de dezembro de 2013

Pedido


Ela só pediu ao tempo, que no seu silencioso passar,
não levasse tão cedo essa vontade de enxergar 
as miudezas escondidas no tecido áspero do cotidiano.
A moça colecionava estrelas para fazer seu próprio céu.

Maria Lucas



9 de dezembro de 2013

Herança



Quando chegarem teus filhos
Encontrarão em minha gaveta de nuvens
Todos os sonhos gastos dos meus quereres sem fim
E o brilho das pedras que garimpei 
Entre conchas quebradas, areia e marfim
Será dos teus filhos essa herança tonta
A miúda estranheza nos olhos
Que teima em finais felizes 
e em cada um, faz de conta.