25 de julho de 2013

Poesia Muda


Com os olhos derramados nos meus
Misturou em meus sentidos o seu hálito e a sua voz,
a pedir ansiosamente pela minha poesia.


Saíram-me as palavras num sussurro lento
enquanto meus olhos perdiam-se nos traços daquele rosto:

_Quem sabe um dia, por destino ou por merecimento,
seja a tua boca o meu tormento?
--------------------------------------

Quantas palavras podem ser ditas no grito mudo de um beijo?

E essa foi a mais bela poesia...

a que nunca foi dita.
Enviar um comentário