13 de maio de 2013

Inspiração


Falta-me hoje a poesia
Sobra-me então a serenidade
Mas que curiosa ironia
Sentir saudade da saudade
Que me causava agonia
Mas que me inundava de fantasia
Ah triste sina essa de poeta
Que se desespera mais pela morte do amor
Do que pela perda do ser amado
Porque os mais belos poemas de amor
Nascem de um poeta apaixonado e sua dor
Ou de seu coração remendado.


Para quem se diz sem inspiração....até rimo.
Doida que eu sou...
Enviar um comentário