11 de janeiro de 2013

Imperfeição


foto: Alexandre Sá Freire

Gosto mais do imperfeito que do exacto.
Excita-me o que não acabo mais que o que completo.
Minha envolvência é pela promessa do caminho mais que pelo fim.
Tenho uma imperfeição de nascença que me colore.
Vejo azulado o que o mundo amarela.
Uma eterna mania de viver poesia e a teimosia burra de não desejar minha cura


Maria Lucas 
Enviar um comentário