19 de julho de 2012

Distância




Os teus temores e a tua fraqueza não vi.
Vi altivez, vi inteligência, vi poder e confiança. Admiro-te por isso.
Mas não te vi a ti, apenas o que querias mostrar-me,
na provável ânsia de agradares,
sem saber que estas qualidades só seriam mesmo doces
se me permitisses ver o quanto também és fraco e o que temes.
Afasto-me de ti por não te sentir humano
Por me teres apenas tocado a pele
Porque minha alma sentiu a ausência da tua
E porque algo se quebrou dentro de mim.

Maria L. Lucas